Metodologia

Metodologia

COMO OS TRADERS FORAM AVALIADOS?

O Scorecard dos Traders de Soja avalia 22 empresas envolvidas no trading da soja a respeito dos compromissos assumidos e das medidas tomadas para garantir que não haja destruição da natureza ou violações dos direitos humanos em suas cadeias de suprimentos.

QUEM FOI AVALIADO?

As empresas foram selecionadas com base em sua exposição potencial ao risco de desmatamento/conversão. Essa medida foi feita a partir dos volumes estimados de soja exportada dos principais países produtores (Brasil, EUA, Argentina e Paraguai, que juntos representaram 84% da produção global de soja em 2020) e a partir de estimativas do risco de desmatamento vinculado à soja dessas áreas, calculadas pelo trase.earth.

QUE DADOS FORAM COLETADOS?

As pesquisas foram desenvolvidas e entregues em parceria com a Global Canopy e foram enviadas às empresas para autorrelato, com perguntas focadas no desmatamento e na conversão de ecossistemas naturais. As pesquisas foram previamente preenchidas com dados públicos divulgados pelas empresas, coletados como parte das avaliações do Forest 500, e/ou volumes e estimativas de risco de desmatamento calculados pelo trase.earth. Mais diretrizes sobre os compromissos da empresa e medidas para sua implementação podem ser encontradas no Accountability Framework

As empresas foram convidadas a revisar, atualizar e acrescentar informações antes da publicação e receberam orientações detalhadas sobre como fazer isso.

Apenas nove dos traders responderam e forneceram informações complementares. Os compromissos dos traders que não responderam foram identificados com base em informações publicamente disponíveis, coletadas pelo Forest 500, e com base em pesquisas documentais adicionais.

Consulte aqui a pontuação das empresas avaliadas. 

O scorecard avalia 22 dos maiores traders de soja em suas ações para acabar com o desmatamento, conversão e violações dos direitos humanos causados pela soja

Critérios de pontuação

1.Definição e fortalecimento de objetivos
30 Pontos | 30% DO TOTAL

Esta seção enfoca os compromissos assumidos pelos traders em relação a desmatamento e conversão, rastreabilidade de seu suprimento de soja e direitos humanos em suas cadeias de suprimento, e se esses compromissos cobrem todas as suas operações e aprovisionamentos.

Proteção de florestas e outros ecossistemas naturais - 53.33%

Os traders de soja devem ter um compromisso com prazo determinado de alcançar a meta de desmatamento e conversão zero em suas cadeias de suprimento, com uma data de corte no máximo até 2020 (em conformidade com a Declaração de Nova York sobre Florestas e com o item 15.2 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU). Esse compromisso deve abranger todas as geografias em que a empresa opera, assim como todo o grupo empresarial. O compromisso deve ter um prazo claro para implementação total, devendo ser o mais rápido possível e não após 2025. Deve, também, ter marcos intermediários.

Indicadores-Chave
Existência de compromissos públicos sobre desmatamento/conversão 2 Pontos
A empresa tem um compromisso público de que 100% da produção/obtenção seja sem conversão (conforme definido pela AFi), independentemente da demanda do mercado?
Datas de corte 6 Pontos
Amazônia
Cerrado
Gran Chaco
Pampas
Chiquitania
Espinal
Pantanal
Delta do Danúbio
Grandes Planícies do Norte
Global (todos os outros biomas)
Desmatamento/conversão - Escopo dos compromissos 2 Pontos
Todas as operações, subsidiárias, divisões e mercados de importação
Todos os tipos de soja comercializados (grãos, farelo e óleo de soja)
Todas as regiões/biomas
Todos os fornecedores diretos e indiretos
Data de realização 3 Pontos
Com que rapidez a empresa se comprometeu a cumprir seus compromissos sobre desmatamento/conversão?
Quando essa meta/data foi revisada ou atualizada pela última vez?
Metas e marcos intermediários 3 Pontos
Os compromissos da empresa para eliminar o desmatamento e a conversão especificam metas e marcos com prazo determinado?

Respeito pelos direitos humanos - 26.67%

Como o desmatamento e a conversão andam de mãos dadas com as violações dos direitos humanos, os traders de soja devem se comprometer a respeitar os direitos humanos internacionalmente reconhecidos, com foco particular em garantir o Consentimento Livre, Prévio e Informado (CLPI) dos povos indígenas e comunidades locais antes de qualquer atividade que possa afetar seus direitos, terras, recursos, territórios, meios de subsistência e segurança alimentar. Esses compromissos devem se aplicar a todas as geografias em que a empresa opera e a todo o grupo corporativo.

Indicadores-Chave
Existência de compromisso público de direitos humanos 2 Pontos
A empresa tem um compromisso público de respeitar os direitos humanos internacionalmente reconhecidos (incluindo trabalhadores, povos indígenas e comunidades locais) e de garantir esse respeito igualmente para todas as pessoas e grupos?
Direitos humanos - Escopo dos compromissos 2 Pontos
Todas as operações, subsidiárias, divisões e mercados de importação
Todos os tipos de soja comercializados (grãos, farelo e óleo de soja)
Todas as regiões/biomas
Todos os fornecedores diretos e indiretos
Direitos humanos - CLPI 2 Pontos
A empresa se compromete ou tem uma política que exija que os fornecedores obtenham o Consentimento Livre, Prévio e Informado (CLPI) dos povos indígenas e/ou comunidades locais potencialmente afetados antes de adquirir novos interesses em terras ou recursos, fazer novos desenvolvimentos rurais ou expansões?
O compromisso ou política de CLPI da empresa está totalmente em conformidade com os elementos-chave de um processo efetivo de CLPI definido pelo Accountability Framework?
CLPI - Escopo dos compromissos 2 Pontos
Todas as operações, subsidiárias, divisões e mercados de importação
Todos os tipos de soja comercializados (grãos, farelo e óleo de soja)
Todas as regiões/biomas
Todos os fornecedores diretos e indiretos

Rastreabilidade - 20%

Embora a rastreabilidade por si só não garanta sustentabilidade, ela pode ajudar as empresas a entender e melhorar a sustentabilidade de sua própria cadeia de suprimentos e a estender o suporte para além de sua própria cadeia de suprimentos. Os traders de soja devem se comprometer a rastrear sua cadeia de suprimentos até o nível da fazenda para verificar a conformidade com seus compromissos. O compromisso deve se aplicar a todas as fontes de suprimento de soja em todas as geografias e a todo o grupo corporativo. Deve haver um prazo claro para seu cumprimento, que deve ser o quanto antes, mas não após 2025.

Indicadores-Chave
Rastreabilidade 2 Pontos
A empresa assumiu um compromisso com a rastreabilidade da soja obtida de seus fornecedores? Com que nível de rastreabilidade a empresa se compromete?
Rastreabilidade - Escopo dos compromissos 2 Pontos
Todas as operações, subsidiárias, divisões e mercados de importação
Todos os tipos de soja comercializados (grãos, farelo e óleo de soja)
Todas as regiões/biomas
Todos os fornecedores diretos e indiretos
Rastreabilidade - Data de realização 2 Pontos
Com que rapidez a empresa se comprometeu a cumprir seus compromissos de rastreabilidade?
Quando essa meta/data foi revisada ou atualizada pela última vez?
2.Implementação de cadeias de suprimento éticas
33 Pontos | 33% DO TOTAL

Esta seção enfoca como os traders implementam seus compromissos em toda a sua cadeia de suprimento. Para tal, são examinados indicadores como a realização de avaliações de risco em toda a cadeia de suprimento, o monitoramento de fornecedores e a verificação de conformidade e de progresso.

Sistemas e processos da empresa - 6.06%

Os traders precisam desenvolver processos e sistemas internos eficazes para que os compromissos assumidos sejam incorporados em suas operações e tomadas de decisão. Os traders precisam estabelecer responsabilidades de liderança sênior e responsabilizações por questões de desmatamento/conversão, inclusive em níveis de CEO e/ou conselho administrativo. Para permitir que os agravos sejam resolvidos precocemente e remediados diretamente, todas as empresas devem estabelecer um mecanismo de reclamações eficaz e facilmente acessível a indivíduos e comunidades.

Indicadores-Chave
Supervisão do conselho administrativo 1 Ponto
O conselho administrativo da empresa possui um comitê ou existe um cargo de alto nível gerencial que seja formalmente focado em questões relacionadas ao desmatamento/conversão?
Remuneração dos executivos 0 Pontos
A empresa vincula a remuneração dos executivos às questões relacionadas ao desmatamento?
Qual é o percentual de pagamento em risco?
Mecanismo de reclamação 1 Ponto
Mecanismo de reclamação 1 ponto A empresa possui mecanismos de reclamações para identificar e tomar medidas corretivas em caso de impactos sociais e ambientais adversos relacionados às suas operações e/ou cadeia de suprimentos? Qual é a natureza do mecanismo de reclamações utilizado pela empresa (mecanismo próprio, entidade externa, etc.)?
Esse mecanismo está publicamente disponível para todas as partes interessadas?
Existe uma descrição do processo e dos procedimentos que são seguidos quando um agravo é apontado?
Os agravos e suas respostas ou resoluções são publicados?
Qual é a natureza do mecanismo de reclamações utilizado pela empresa (mecanismo próprio, entidade externa, etc.)?

Avaliação da cadeia de suprimentos - 6.06%

Os traders de soja precisam identificar de forma transparente o desmatamento e a conversão como risco comercial e conduzir avaliações de risco regulares cobrindo todos os volumes de soja produzidos e obtidos pela empresa. Os traders de soja também precisam garantir que todas as suas operações e fontes de abastecimento estejam em conformidade com as leis relevantes e devem realizar avaliações para garantir que isso esteja acontecendo.

Indicadores-Chave
Avaliação de risco e due diligence 1 Ponto
A empresa realiza avaliações de risco relacionadas ao risco de desmatamento/conversão? Os resultados das avaliações são disponibilizados publicamente?
Os resultados são publicados?
Conformidade com as leis aplicáveis 1 Ponto
A empresa realiza avaliações para garantir que suas operações e cadeias de suprimentos estejam em conformidade com todas as leis aplicáveis?
Essas avaliações incluem possíveis mudanças futuras nas estruturas regulatórias?

Gestão de conformidade da cadeia de suprimentos - 57.58%

Os traders precisam ter sistemas robustos de gestão e engajamento de fornecedores para garantir progresso em termos de desmatamento zero e de compromissos de conversão e para resolver os problemas de forma rápida e efetiva. Eles precisam: incorporar os critérios de desmatamento e conversão nas decisões de trading e aprovisionamento; publicar critérios claros para exclusão de fornecedores não conformes; e engajar-se com os fornecedores não conformes para definir planos de ações para melhorar Antes de qualquer desenvolvimento rural ou aquisição de terras, as empresas precisam executar ou apoiar os fornecedores na execução de avaliações de impacto social e ambiental em conformidade com as diretrizes do Accountability Framework. As empresas precisam providenciar medidas corretivas (ou exigir e dar suporte a todos os fornecedores que possuam ou gerenciem terras para que providenciem medidas corretivas) para quaisquer danos em caso de impactos sociais negativos associados às ações anteriores ou práticas de gestão de terras da empresa e restaurar qualquer terra convertida após a data de corte. Isso está em conformidade com as leis nacionais e internacionais de direitos humanos e com muitos compromissos voluntários que reiteram o direito a medidas corretivas efetivas em caso de impactos adversos aos direitos humanos.

Indicadores-Chave
Incorporado na tomada de decisão 2 Pontos
A empresa tem uma política ou processo para que as equipes de aquisições e mesas de negociação avaliem a conformidade com seus compromissos e incluam isso na tomada de decisões?
As mesas de negociação e os gerentes de aquisições possuem uma lista de fornecedores não conformes a serem excluídos devido a seu envolvimento com o desmatamento?
Operações e engajamento do fornecedor: limites 2 Pontos
A empresa possui limites/gatilhos específicos para suspensão do fornecedor em caso de não conformidade?
Operações e engajamento do fornecedor: planos com prazo determinado 5 Pontos
A empresa define planos de ação com prazo determinado para operações e fornecedores não conformes para lidar com e reparar a não conformidade?
Em caso afirmativo, a empresa define planos de ação com prazo determinado para fornecedores agrícolas, inclusive fornecedores indiretos?
Engajamento com fornecedores não conformes 2 Pontos
A empresa oferece suporte a seus fornecedores para ajudá-los a cumprir seus compromissos? Qual percentual do volume da empresa é representada por fornecedores que recebem suporte?
Tipo de suporte:
Quantos fornecedores da empresa estão recebendo esse suporte atualmente?
Qual percentual do volume da empresa é representada por fornecedores que recebem suporte?
Suporte à expansão da soja em terras desmatadas 0 Pontos
A empresa fornece suporte técnico e/ou financeiro aos produtores de soja para estimular a expansão da soja em terras já desmatadas?
Quantos fornecedores da empresa estão recebendo esse suporte atualmente?
Avaliações de impacto ambiental e social 4 Pontos
A empresa realiza avaliações de impacto ambiental e social para qualquer novo desenvolvimento agrário ou aquisição de terras?
É exigido dos fornecedores que realizem avaliações de impacto ambiental e social para novos desenvolvimentos agrários ou aquisição de terras?
Remediação e restauração 4 Pontos
Para terras de propriedade da empresa ou administradas por ela: A empresa fornece medidas corretivas para impactos sociais?
Para terras de propriedade da empresa ou administradas por ela: A empresa restaura as terras convertidas após a data de corte?
Para fornecedores: É exigido que os fornecedores forneçam medidas corretivas para impactos sociais?
Para fornecedores: Os fornecedores são obrigados a restaurar as terras convertidas após a data de corte?

Exigências para o fornecedor - 12.12%

Os traders de soja devem exigir que seus fornecedores, em todas as suas operações (e não apenas nos volumes fornecidos ao trader), tomem medidas para eliminar o desmatamento, a conversão e a violação dos direitos humanos devido à produção de soja. Medidas para mudar as práticas do fornecedor como um todo evitam o vazamento e causam um efeito em cascata das melhores práticas ao longo da cadeia de suprimentos.

Indicadores-Chave
Exigências de compromisso do fornecedor 4 Pontos
Compromisso de desmatamento zero e conversão zero
Compromisso com os direitos humanos abrangendo os direitos dos trabalhadores, dos povos indígenas e das comunidades locais
Compromisso de respeitar o CLPI das comunidades locais

Monitoramento e verificação - 18.18%

Os traders de soja precisam monitorar diligentemente os fornecedores diretos e indiretos - incluindo fazendas de origem - em relação às exigências pertinentes ao desmatamento e à conversão. Os protocolos de monitoramento devem ser totalmente transparentes e verificados por terceiros, e deve haver participação de organizações da sociedade civil em seu desenvolvimento.

Indicadores-Chave
Monitoramento direto do fornecedor 1 Ponto
A empresa monitora fornecedores diretos (por exemplo, produtores de soja) em relação às exigências pertinentes ao desmatamento e à conversão?
Os resultados são disponibilizados publicamente?
Monitoramento indireto de fornecedor 1 Ponto
A empresa monitora intermediários (por exemplo: agregadores, outros traders, corretores, proprietários de silos, cooperativas, etc.)?
Os resultados são disponibilizados publicamente?
Monitoramento indireto do fornecedor - fazendas de origem 1 Ponto
A empresa monitora as fazendas de origem dos intermediários (por exemplo: produtores originais da soja comprada por intermediários) em relação às exigências pertinentes ao desmatamento e à conversão?
Os resultados são disponibilizados publicamente?
Qualidade dos protocolos de monitoramento 3 Pontos
Houve participação de organizações da sociedade civil no desenvolvimento dos protocolos de monitoramento?
Os protocolos de monitoramento são disponibilizados publicamente?
Os relatórios/resultados de monitoramento do fornecedor são verificados por terceiros?
3.Relato de progresso
20 Pontos | 20% DO TOTAL

Esta seção analisa se os traders relatam seu progresso em relação ao desmatamento/conversão ou aos compromissos de rastreabilidade.

Resultados: desmatamento e conversão - 75%

Os traders de soja precisam agir rapidamente para cumprir seus compromissos e reduzir a zero o volume de soja produzido em terras convertidas. Eles precisam ter processos robustos e verificados de forma independente para medir seu progresso e isso deve ser relatado de forma pública e clara.

Indicadores-Chave
Cumprimento de compromissos sobre desmatamento e conversão: relato 8 Pontos
A empresa relatou progresso na implementação do compromisso em 2019 ou 2020?
No último ciclo de relatórios, que percentual do volume de soja nas operações da empresa ou na cadeia de suprimento estava em conformidade com os padrões de zero desmatamento/conversão?
Conformidade com os compromissos sobre desmatamento e conversão: verificação 4 Pontos
Como esse percentual de conformidade é calculado?
O relato de progresso da empresa é verificado de forma independente?
Exposição ao risco de desmatamento na América do Sul 3 Pontos
Brasil
Bolívia
Argentina
Paraguai

Resultados: rastreabilidade - 25%

Os traders de soja precisam relatar publicamente a rastreabilidade de suas cadeias de suprimento, demonstrando claramente qual proporção de seus volumes é rastreável e em que nível. Eles precisam se esforçar para alcançar o quanto antes 100% de rastreabilidade até a fazenda.

Indicadores-Chave
Conformidade com os compromissos de rastreabilidade - relatos 3 Pontos
A empresa relata publicamente a rastreabilidade de suas cadeias de suprimento de soja? Que percentual de soja na cadeia de suprimento da empresa é rastreável até o país de origem? Até uma origem subnacional (por exemplo, estado ou município)? Até a fazenda?
Percentual rastreável até a jurisdição de segundo nível (por exemplo, nível municipal)
Percentual rastreável até a fazenda
Conformidade com os compromissos de rastreabilidade: verificação 2 Pontos
Como esse percentual de conformidade é calculado? O relato de progresso da empresa é verificado de forma independente?
Métodos de cálculo
4.Aumento da transparência
11 Pontos | 11% DO TOTAL

Aumentar a transparência das cadeias de suprimento da soja é fundamental para garantir que estejam livres de riscos de desmatamento/conversão e de riscos aos direitos humanos. Esta seção avalia se os traders são transparentes quanto à sua exposição ao desmatamento por meio da soja.

Informações e exposição da empresa - 72.73%

É fundamental que os traders de soja aumentem a transparência das informações importantes da empresa para permitir que as partes interessadas entendam sua exposição ao risco de desmatamento e conversão. Isso inclui volumes obtidos por área subnacional, listas de fornecedores e localização, e informações adicionais relativas às operações da empresa.

Indicadores-Chave
Volumes e área de produção 3 Pontos
A empresa divulga os volumes de grãos de soja comprados anualmente? Eles estão discriminados por país e por bioma/área de abastecimento subnacional?
Volume total
Brasil: Cerrado
Brasil: Amazônia
Brasil: Matopiba
Brasil: Pantanal
Brasil: Mata Atlântica
Argentina: Gran Chaco
Argentina: Pampa
Argentina: Espinal
Paraguai: Gran Chaco
Paraguai: Mata Atlântica
Bolívia: Chiquitania
Bolívia: Amazônia
EUA: Grandes Planícies do Norte
Europa: Delta do Danúbio
Outros
Volumes produzidos em fazendas próprias/fonte direta/fonte terceirizada 1 Ponto
Produzido em fazendas próprias
Obtido diretamente dos produtores
Proveniente de fornecedores terceirizados
Operações da empresa 1 Ponto
A empresa divulga publicamente a localização de suas instalações de processamento?
Lista de fornecedores e fazendas de origem 3 Pontos
Para fornecedores diretos
Para fornecedores indiretos
Fazenda de origem

Certificação - 9.09%

Caso os traders de soja adotem esquemas de certificação - de terceiros ou próprios - isso deve ser disponibilizado ao público na íntegra. Isso inclui disponibilizar publicamente os padrões da empresa em sua totalidade, bem como divulgar percentuais de volumes cobertos pelos esquemas de certificação.

Indicadores-Chave
Certificação 1 Ponto
Esquema de certificação
Volume certificado em créditos
Balanço de massa certificado
Volume certificado segregado
Volume total certificado
Volume total certificado como percentual de todos os volumes
Caso a empresa tenha seu próprio esquema de certificação, ele é disponibilizado ao público?
Processo de rastreabilidade
Exigências para o fornecedor
Data de corte
Pelo menos 50% dos volumes é proveniente de modelos de cadeia de custódia segregada ou de identidade preservada?

Advocacy de políticas - 9.09%

Além de medidas ousadas dentro e fora de sua própria cadeia de suprimento, os traders devem defender estruturas regulatórias que permitam progressão em direção a cadeias de suprimento livres de desmatamento, conversão e violações dos direitos humanos. Os traders devem ser transparentes sobre quaisquer contribuições políticas e despesas de campanha em todas as jurisdições relevantes.

Indicadores-Chave
Divulgações Políticas 1 Ponto
A empresa divulga todas as suas contribuições políticas e despesas de campanha em todos os níveis jurisdicionais?
Advocacy 0 Pontos
A empresa defende ativamente as estruturas regulatórias que permitam progressão em direção a cadeias de suprimento de soja livres de desmatamento, conversão e violações dos direitos humanos?

Resposta - 9.09%

A empresa respondeu à pesquisa do scorecard?

Indicadores-Chave
Resposta 1 Ponto
A empresa respondeu à pesquisa do scorecard?
5.Colaboração para mudar
6 Pontos | 6% DO TOTAL

A seção final considera se os traders de soja colaboram ou fazem parceria com outras partes interessadas para a melhoria da sustentabilidade da produção e aquisição de soja além de suas próprias cadeias de suprimento.

Colaboração para mudar - 100%

Os traders de soja devem participar de forma construtiva de iniciativas de colaboração tanto nos países produtores quanto nos consumidores para apoiar a mudança em grande escala para a soja livre de desmatamento e conversão. Essa participação deve ir além dos compromissos com a própria cadeia de suprimentos da empresa, exigindo a participação da empresa com medidas demonstráveis destinadas a aumentar a sustentabilidade da indústria da soja em geral.

Indicadores-Chave
Colaboração em países produtores 3 Pontos
A empresa é membro de grupos de trabalho específicos do bioma para combater o desmatamento e a conversão na cultura da soja (e outras commodities) nos biomas de onde se abastece?
Iniciativas
Colaboração em mercados de importação 3 Pontos
A empresa é membro, em mercados de importação, de iniciativas que defendam desmatamento e conversão zero nas cadeias de suprimento da soja (ou entre commodities)?
Iniciativas